Igreja Vive em Meio à Violência da Chechênia

Além da perseguição religiosa, fieis também enfrentam um cenário de guerra, conflitos e imposições por parte da liderança política.

Recentemente, na Chechênia, houve uma explosão envolvendo dois homens-bomba em um posto de controle, perto da capital do país, Grozny. Como resultado do atentado, seis policiais ficaram feridos, três dos quais estão em estado grave. A igreja no país enfrenta esse cenário de guerra, sem contar a violência causada pela perseguição religiosa.

Chechênia (que já ocupou o 20º lugar na Classificação da Perseguição Religiosa, em 2011 e 2012) é uma das repúblicas da Federação da Rússia, que fica na região de Cáucaso, entre a Europa Oriental e a Ásia Ocidental, onde a Igreja Ortodoxa Russa exerceu, por séculos, importante influência política e religiosa na região. Sabe-se que a Rússia não reconhece a Chechênia como Estado. Atualmente, a maioria da população professa a fé islâmica, mas estima-se que há cerca de 8 milhões de cristãos vivendo por lá.

As organizações islâmicas políticas pressionam constantemente esses cristãos a negarem a Cristo e a aderirem a fé muçulmana. Até mesmo os costumes são ditados pelo governo e há um decreto para que todas as estudantes e funcionárias públicas cubram a cabeça com véu. Como o cristianismo é associado, muitas vezes, com a Rússia, assumir a nova fé significa para os chechenos “tornar-se russo”, o que é mais um motivo para a perseguição. Dessa forma, é mais seguro para os cristãos praticar a fé secretamente.

Pedidos de oração

  • Ore por proteção da igreja clandestina na Chechênia, uma vez que os fieis enfrentam ameaças de vida diariamente.
  • Ore pelos policiais feridos e por suas famílias; peça ao Senhor para tocar nos corações daqueles que ainda não conhecem a fé cristã, para que se sintam o amor de Cristo.
  • Interceda pelos cristãos perseguidos no país, que eles sejam perseverantes na fé

SEM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta